ORQUÍDEAS * BROMÉLIAS: 2024

terça-feira, 16 de abril de 2024

435 - Orquídea: Aspasia silvana

“Este gênero de orquídeas foi descrito em 1832 pelo botânico inglês John Lindley (1799-1865), provavelmente o mais renomado de todos os orquidófilos. Ele descreveu centenas de gêneros e espécies, publicou muitos artigos e livros científicos, participou da revista Gardner's Chronicle, e em 1857 foi agraciado com a Medalha Real, homenagem da Real Sociedade de Londres para pessoas com importantes contribuições para o avanço do conhecimento da Natureza".

"O nome deste gênero, Aspasia, é uma homenagem a Aspasia de Mileto, a mulher mais famosa da antiga Atenas e amante de Péricles, o grande líder ateniense, com o qual ela teve um filho".[i] 

"A planta tem aproximadamente 25 cm, sendo uma espécie, cuja origem é a América do Sul. Aprecia clima quente e úmido; é planta epífita (...)". Prefere iluminação mediana, recebendo luz de forma indireta e floresce na primavera. Suas flores têm aproximadamente 7 cm".[ii]

"Espécie nativa e endêmica do Brasil, distribuída no Nordeste (Bahia) e Sudeste (Espírito Santo), Aspasia silvana indicou afinidade com Aspasia lunata, principalmente devido ao alongamento na base da coluna na porção adnata ao labelo, e pelas sépalas e pétalas estreitas que as ambas possuem. No entanto, elas se diferenciam pelo porte maior de Aspasia silvana, pelas cores, forma de labelo e distribuição geográfica de ambas espécies”.[iii]

Observação: esta foi a primeira floração desta incrível espécie de orquídea, aqui no meu cultivo. Eu já tinha a Aspasia lunata e a Aspasia variegata, mas me surpreendeu o tamanho destas flores, bem como a beleza e os detalhes do seu labelo. Veja mais foto abaixo e também um pequeno vídeo.

terça-feira, 9 de abril de 2024

Phalaenopsis listrado x pintado - flores 2024

Olá pessoal! Trazendo para vocês mais uma floração desta Phalaneopsis. Eu não tenho muitas orquídeas deste gênero, mas esta é uma das mais espetaculares; gosto dessa distribuição da cor vermelha neste fundo totalmente branco (é uma combinação incrível).

Veja que eu não fotografei ela em toda a sua plenitude de floração, mesmo assim, com botões ainda para abrir, estava espetacular.

Atualmente está sendo cultivada em vaso de plástico com substrato típico para orquídeas epífitas.

domingo, 31 de março de 2024

Cattleya Cruzeiro do Sul - flores 2023

Olá pessoal! Trazendo para vocês a última floração desta Cattleya híbrida, que é a Cattleya Cruzeiro do Sul (Cattleya kerchoveana x Lc. kerry). Esta é uma planta que se adaptou muito bem ao meu cultivo, florindo todos os anos com muita qualidade e beleza. Aqui eu já estou na torcida para que ela entouceire e possa florescer em vários pseudobulbos, não apenas é um só, como tem acontecido.

Já desde algum tempo está sendo cultivada em vaso de argila, com substrato para epífitas.

terça-feira, 26 de março de 2024

Bc. Morning Glory - flores 2024

Registrei mais uma florada de Bc. Morning Glory (resultado do cruzamento entre Brassavola nodosa x Cattleya purpurata). Ela havia florido em fins de 2023; esta outra floração ocorreu nos primeiros meses deste ano de 2024. Novamente foram apenas duas flores, mas, muito elegantes e caprichosas!

terça-feira, 19 de março de 2024

Potinara Crowfield 'Mendenhall' - flores 2024

Esta também é uma Cattleya híbrida que vinha produzindo flores timidamente, desde a última postagem (há mais de 5 anos); porém, ano passado ela voltou a produzir uma boa floração. O que faz com que uma orquídea (seja nativa ou híbrida) floresça bem anualmente (ou não) são as condições de cultura, ou seja, bom manejo de cultivo, observando alguns fatores, tais como: condições do substrato, regas, adubação e incidência de luz adequados.

quarta-feira, 13 de março de 2024

Cattleya forbesii - flores 2024

Olá pessoal!

Trazendo para vocês esta última florada de Cattleya forbesii tipo. Desta vez foram apenas duas flores, muito belas por sinal. Na minha opinião, a forbesii tipo é uma Cattleya inconfundível, quando está em floração. Outra curiosidade é que a última postagem sobre a floração desta Cattleya eu havia feito apenas em 2018 (teria sido também naquele ano a última vez que ela floriu).

Por favor, se gostaram, comentem e compartilhem! Vejam também o vídeo abaixo e conheçam o nosso canal no Youtube.

terça-feira, 5 de março de 2024

Oncidium aloha - flores 2023/2024

Olá pessoal! Trazendo para vocês mais uma satisfatória floração de Oncidium aloha, também conhecida no meio como "orquídea chuva-de-ouro". Desta vez foram cerca de 30 flores em apenas um pseudobulbo. A floração se iniciou em fins de 2023 e finalizou em meados de janeiro deste ano.

Nas fotos percebe-se que os pseudobulbos estão um pouco enrugados pelo motivo de que estamos na estação seca, com baixa umidade e também porque a planta está em floração, isto demanda um consumo maior de energia e nutrientes. Também da minha parte estou sem disponibilidade de regar com melhor regularidade.

O cultivo dela está no vaso de plástico com substrato para epífitas.

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024

453 - Orquídea: Oncidium nanum


"Oncidium nanum é uma encantadora orquídea miniatura que conquista os corações com a sua beleza delicada e exótica. Suas flores pequenas, em tons de amarelo e marrom, apresentam uma sofisticação única, com um perfume suave que preenche o ambiente com uma fragrância agradável".

Cultivo:

"O cultivo desta espécie é descomplicado, tornando-se ideal para cultivadores iniciantes e colecionadores experientes. Aprecia ambientes com boa luminosidade, mas sem exposição direta ao sol. O substrato deve ser arejado e bem drenado, permitindo que as raízes respirem e evitando o acúmulo de excesso de água. As regas devem ser moderadas, evitando que o substrato fique encharcado. Durante o período de crescimento ativo, é recomendado fornecer um fertilizante balanceado para promover o florescimento exuberante".

Sinônimos científicos: trichocentrum nanum, lophiaris nana e Oncidium patulum[i]

Observação: esta orquídea eu adquiri no segundo semestre do ano passado, já era uma planta adulta e por isso já veio com início de floração, que, por sinal, muito bonita e chamativa. Como se pode ver nas fotos, ao recebê-la eu desenvasei e replantei em um vaso maior, de plástico e com substrato para epífitas. As folhas desta orquídea também apresentam pintinhas, que dão um charme todo especial.


[i] Disponível em: https://www.orquidario4e.com.br/none-185607579 Acesso set. de 2023.

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2024

455 - Orquídea: Cyrtopodium holstii

"Cyrtopodium holstii é uma espécie de orquídea terrestre e/ou rupícola que ocorre apenas no Brasil. Vegeta em terrenos bem drenados, em solos arenosos ou pedregosos, ou diretamente sobre rochas, em vegetação de restinga, caatinga, floresta estacional decidual a afloramentos rochosos. Floresce durante a estação seca, apresentando folhas poucos desenvolvidas e/ou em desenvolvimento, durante a fase que antecede a abertura das flores (antese)".

"Cyrtopodium holstii é similar a outras espécies terrícolas/rupícolas com pseudobulbos longos, fusiformes, epígeos e flores maculadas como Cyrtopodium graniticumCyrtopodium macrobulbon e Cyrtopodium paniculatum (que não ocorrem no Brasil) e são necessários estudos adicionais a fim de estabelecer a identidade exata de cada uma dessas espécies e as relações entre elas. Cyrtopodium holstii também é similar às espécies epífitas, tanto na morfologia vegetativa como floral, particularmente em relação ao Cyrtopodium gigas e Cyrtopodium saintlegerianum, mas diferencia-se pelo substrato terrícola/rupícola (versus epífita)"[i].

Observação endógena: esta orquídea terrestre foi um presente que ganhei de um amigo orquidófilo de Maceió/AL. Tratava-se de apenas um pseudobulbo, que prontamente iniciou a formação de novos brotos e, mais tarde, a primeira produção de flores. Desde que comecei a cultivá-la está em vaso em vaso de plástico, numa mistura de terra com material orgânico.


[i] Disponível em: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cyrtopodium_holstii Acesso jan. de 2024.

Amigos e Seguidores