domingo, 14 de janeiro de 2018

Phalaenopsis pintalgado - flores 2017

Esta é uma Phalaenopsis que floresce todos os anos com regularidade, produzindo de 02 a 07 flores nos últimos 6 anos, nos quais se encontra sob os meus cuidados. O ano passado teve uma particularidade a mais: a estrutura tornou-se esgotada, não criou mais folhas novas no ápice e por isso ela rompeu na lateral e produziu uma nova estrutura, com folhas mais vigorosas e verdes, e foi por essa nova estrutura (uma espécie de anexo) que ela produziu as flores o ano passado. Esta é a 6ª postagem aqui no Blog sobre esta orquídea, implica dizer que acompanhamos ano a ano as suas floradas por meio das nossas postagens.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

325 - Orquídea: Slc. Bright Angel

 
É sempre bom começar um Novo Ano com uma postagem inédita, melhor ainda quando esta se refere a uma nova orquídea florida, que é o caso desta Slc. Bright Angel. E é isso que desejo aos amigos e leitores do Blog: muita força, beleza, energia e cor neste ano de 2018.
 
É um pouco dificultoso encontrar informações técnicas sobre orquídeas híbridos complexos, como é o caso deste. O que se pode afirmar precisamente é que trata-se de um híbrido oriundo dos gêneros Sophronitis, Laelia e Cattleya, logo um sophrolaeliocattleya.
É possível também afirmar que é uma orquídea precoce no que se refere a produção de flores, as quais podem surgir imponentes mesmo de pseudobulbos franzinos.
A cor vermelho intenso, sofre uma leve interferência do amarelo e do lilás, presentes timidamente no labelo.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

313 - Orquídea: Phalaenopsis listrado x pintado

Esta é outra Phalaenopsis das que foram compradas na XXII EXPOAOBAL, em 2016 ocorrida na cidade de Maceió/AL, e floriu com bastante beleza em 2017 (isto é, exatamente 1 ano depois). Diferentemente das anteriores: exótico x dálmata e rosa com pintas, esta Phalaenopsis produziu flores maiores e de simetria mais elegante (atente-se também para a beleza do seu labelo).
Esta foto aqui é da época de aquisição, em 2016.
Observamos que as flores já começam a definhar e aparecem pequenas manchas amarronzadas.

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Potinara haw yang gold - flores 2017

Este é um híbrido de florações avantajadas (este predicado) pode ser atribuído não somente ao tamanho de suas flores (semelhante as da Cattleya labiata) mas também em relação a cor das flores, de um alaranjado intenso e mutante, a depender da incidência da luz do sol ou não, ou da superficialidade das câmeras fotográficas (com ou sem flash).
Este ano ela floriu apenas algumas flores, porém de mesma intensidade e beleza.
Veja as flores do ano anterior, clicando AQUI.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Oncidium ciliatum ou Alatiglossum ciliatum - flores 2017

Oncidium ciliatum, ou Alatiglossum ciliatum é uma orquídea de fácil cultivo, mas que exige alguns cuidados específicos, por exemplo: o cultivo em vasos não é recomendado, pois suas raízes podem apodrecer com facilidade, uma vez que nos vasos o acúmulo de água é mais comum; neste caso, recomenda-se o cultivo em placas ou leques, ou mesmo em árvores (para quem dispor delas em seu quintal), facilitando o não encharcamento das suas raízes. 
Aqui em meu cultivo elas florescem ano após ano e geralmente tem suas flores polinizadas, o que gera cápsulas de sementes.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

312 - Orquídea: Phalaenopsis rosa com pintas

Mais uma Phalaenopsis das que foram adquiridas na XXII EXPOAOBAL, em 2016, a qual é realizada todos os anos na capital do Estado de Alagoas, Maceió. Assim como a Phalaenopsis exótico x dálmata que foi postada anteriormente, esta foi comprada em estágio de desenvolvimento semelhante e produziu flores na mesma época (neste ano de 2017), com mesma intensidade e de rara beleza, veja as fotos abaixo:
Aqui temos quando ela foi comprada, em set. de 2016.

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Lc. Gold Digger - flores 2017

A primeira e única vez que postei sobre este híbrido foi em 2014 (veja AQUI) e desde então, nenhuma flor, resultado de estações climáticas severas (verões avassaladores) bem como por conta da necessidade de mudança de vaso. Então, somente no segundo semestre deste ano, ela veio a florir novamente (três belas flores, de um amarelo ouro brilhante e de um labelo particularmente delicado e elegante). Uma característica que percebi, é que as flores de Lc. Gold Digger duram apenas alguns dias, o que é pouco tempo em relação a maioria dos outros híbridos que possuo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...