terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Bc. maikai mayumi - flores no início de 2018

Este híbrido, Bc. maikai mayumi floresce até você dizer "chega"...! Brincadeira, na verdade é uma satisfação muito grande ter flores belas como essas praticamente o ano todo. No início deste ano, inclusive, eu precisei fazer um drástico corte na touceira que eu já tinha dela, mesmo assim, deixando apenas uma parte dela como matriz, ela continuou florindo como se nada tivesse ocorrido.
Taí, mais flores deste incrível híbrido neste início de 2018.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

305 - Orquídea: Cattleya intermedia var. alba



Autor: Graham ex Hooker.
Data da publicação: 1828.
Sinônimos: Epidendrum intermedium, Epidendrum canaliculatum, Cattleya maritima, Cattleya ovata, Cattleya amethystina, Cattleya lindleyana, Bletia lindleyana, Cattleya amabilis, Laelia lindleyana, Cattleya gibeziae, Cattleya aquinii.
Origem: sul e sudeste do Brasil, Paraguai e Uruguai.
Habitat: epífita, ocasionalmente rupícola, em florestas tropicais úmidas.
Altitude: nível do mar a 400 metros.
Quantidade de espécies neste gênero: cerca de 40.
Cultivo: como as outras Cattleyas, em sombrite de 60 a 70%, em uma mistura de musgo, cascas picadas e carvão moído e regas sempre que estiver completamente seca[i].

Observação endógena: eu adquiri esta orquídea através de uma troca com uma orquidófila de Maceió/AL. Ao recebê-la fiz o plantio e percebi que ela se adaptou muito bem as condições aqui encontradas. Desenvolveu vários pseudobulbos e, no último, a formação de um botão floral. A flor esteve intacta por mais de uma quinzena.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Epidendrum fulgens - flores 2017

Este Epidendrum fulgens forma uma incrível touceira rapidamente em seu crescimento e floresce praticamente o ano inteiro. No entanto, esta orquídea não tolera regas que venham a molhar suas folhas, especialmente se cultivada numa região de baixa umidade e clima quente e seco, cuja temperatura ambiente tende a diminuir lentamente mesmo com a chegada da noite, prova disso é que ano passado eu só não a perdi completamente porque havia feito mudas anteriores, por conta de regas impensadas.

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Mini Phalaenopsis estriada - flores 2017

Esta é uma mini Phalaenopsis que não fica atrás da exuberância encontrada nas flores das Phalaenopsis comuns, isto porque produz incríveis flores, em conjunto, formando verdadeiros ramalhetes de cor alaranjado com estrias de cores mais intensas.
Para se ter uma ideia deste seu esforço em aumentar a capacidade (qualidade e quantidade de suas flores) ela saltou de apenas 02 flores na sua primeira florada (ago. - out. 2016) para 10 flores em sua "última edição" (jun. - dez. 2017) que corresponde a terceira floração.

domingo, 14 de janeiro de 2018

Phalaenopsis pintalgado - flores 2017

Esta é uma Phalaenopsis que floresce todos os anos com regularidade, produzindo de 02 a 07 flores nos últimos 6 anos, nos quais se encontra sob os meus cuidados. O ano passado teve uma particularidade a mais: a estrutura tornou-se esgotada, não criou mais folhas novas no ápice e por isso ela rompeu na lateral e produziu uma nova estrutura, com folhas mais vigorosas e verdes, e foi por essa nova estrutura (uma espécie de anexo) que ela produziu as flores o ano passado. Esta é a 6ª postagem aqui no Blog sobre esta orquídea, implica dizer que acompanhamos ano a ano as suas floradas por meio das nossas postagens.

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

325 - Orquídea: Slc. Bright Angel

 
É sempre bom começar um Novo Ano com uma postagem inédita, melhor ainda quando esta se refere a uma nova orquídea florida, que é o caso desta Slc. Bright Angel. E é isso que desejo aos amigos e leitores do Blog: muita força, beleza, energia e cor neste ano de 2018.
 
É um pouco dificultoso encontrar informações técnicas sobre orquídeas híbridos complexos, como é o caso deste. O que se pode afirmar precisamente é que trata-se de um híbrido oriundo dos gêneros Sophronitis, Laelia e Cattleya, logo um sophrolaeliocattleya.
É possível também afirmar que é uma orquídea precoce no que se refere a produção de flores, as quais podem surgir imponentes mesmo de pseudobulbos franzinos.
A cor vermelho intenso, sofre uma leve interferência do amarelo e do lilás, presentes timidamente no labelo.

terça-feira, 19 de dezembro de 2017

313 - Orquídea: Phalaenopsis listrado x pintado

Esta é outra Phalaenopsis das que foram compradas na XXII EXPOAOBAL, em 2016 ocorrida na cidade de Maceió/AL, e floriu com bastante beleza em 2017 (isto é, exatamente 1 ano depois). Diferentemente das anteriores: exótico x dálmata e rosa com pintas, esta Phalaenopsis produziu flores maiores e de simetria mais elegante (atente-se também para a beleza do seu labelo).
Esta foto aqui é da época de aquisição, em 2016.
Observamos que as flores já começam a definhar e aparecem pequenas manchas amarronzadas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...