quarta-feira, 17 de outubro de 2018

347 - Orquídea: Psygmorchis pusilla

"Psygmorchis pusilla é amplamente distribuído no Brasil, ocorrendo em todas as regiões do país. A espécie não é endêmica do Brasil, mas ocorre em diversos estados brasileiros, quais sejam: RR, AP, PA, AM, AC, RO, MA, CE, PE, BA, AL, MT, GO, MG e RJ. Planta herbácea, epífita, ocorrendo em florestas ombrófilas densas e florestas ombrófilas mistas, associadas aos domínios fitogeográficos da Mata Atlântica e Amazônia. A espécie consta como vulnerável, em avaliação de risco de extinção na flora do Estado do Paraná" [1].

Sinônimos:
Psygmorchis allemanii; Oncidium pusillum; Cymbidium pusillum; Epidendrum pusillum; Epidendrum ventilabrum; Erycina alemanii; Oncidium alemanii; Oncidium iridifolium; Tolumnia pusilla.

"Esta pequenina planta, com sua curiosa disposição de folhas em forma de leque - e interessantes flores, apesar de diminutas dimensões - ocorre com certa frequência nas matas alagoanas, vicejando sobre galhos finos e cipós em ambientes úmidos, com certa altitude (...). Seu sistema radicular deve dispor de relativa umidade constante - sendo o ideal, os musgos existirem na mesma área que a planta for instalada (...)" [2].

Observação endógena: esta é uma orquídea de pequeno porte, porém, produz flores de tamanho bastante considerável, se relacionadas com o tamanho (estrutura da planta). Eu adquiri esta orquídea através de uma troca com uma orquidófila da cidade de Pilar/AL. Logo que se adaptou as novas condições iniciou esta floração em 3 belas flores. Dada a diversidade de nomes (gêneros) pelos quais é chamada, acaba sendo mais conhecida como Oncidium pusilla.


______________
[1] Disponível: http://www.cncflora.jbrj.gov.br/portal/pt-br/profile/Erycina%20pusilla Acesso abr. 2018.
[2] PEREIRA, Luis de Araújo. Álbum das Orquídeas de Alagoas. Maceió: IMA-AL/PETROBRÁS/TRIKEM/GRUPO JOÃO LYRA, 2000. 

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos e Seguidores

Amigos no G+