quinta-feira, 13 de outubro de 2011

11 - Orquídea: Anacheilium aemulae


"Anacheilium é mais um gênero polêmico e que tem gerado muita controversa. Atualmente existem 67 espécies de Anacheilium que, assim como as Prosthecheas, foram separadas do gênero Encyclia, que por sua vez doi desmembrado do gênero Epidendrum".
"O nome deste gênero é uma palavra composta e derivada do grego Ana, que significa para cima, kheilos, que significa lábio, labelo e ion, sufixo diminutivo. Este nome é uma referência ao fato das espécies deste gênero ter o labelo virado para cima (não ressupinado)".
"São todas plantas de crescimento simpodial e que habitam de forma epífita em quase todos os países da América Latina, sendo que pelo menos a metade destas plantas podem ser encontradas no Brasil. São plantas que possuem uma beleza incrível em suas flores, são de fácil cultivo e, principalmente, têm um estupendo perfume".
"O Anacheilium aemulae pode ser encontrada desde o México até o sul do Brasil, habitando em florestas tropicais localizadas entre o nível do mar e 1.200 m. Planta de médio porte e que forma lindas touceiras, com rizoma longo, pseudobulbos elípticos, espaçados e monofoliados. Hastes florais de 8 cm de comprimento, suportando de 2 a 5 flores que não fazem ressupinação. Flores com 4 a 6 cm de diâmetro extremamente perfumadas com fragrância que associa mel e baunilha. Sépalas e pétalas de cor creme, com labelo branco em forma de concha e com estrias longitudinais de cor roxa ou lilás[i]


Sinônimos:
Epidendrum cordatum (1831);  
Epidendrum aemulum (1836);  
Epidendrum cordifolium (1840);  
Epidendrum ionoleucum (1851);  
Epidendrum fragrans var. ionoleucum Hoffm. ex Barb Rod 1881;  
Epidendrum fragrans var. aemulum (1881);  
Encyclia fragrans subsp. aemula (1971);  
Encyclia aemula (1993);  
Prosthechea aemula (1998);  

Observação endógena: a minha floriu a vez primeira no final de fev. para o início de mar. de 2008 e, devido a pouca sustança dos bulbos, forneceu apenas 3 flores, de agradabilíssimo perfume. Como foi adquirida muito frágil, ela precisou de cerca de 6 meses para se recuperar e exibir as primeiras flores; nos anos seguintes demonstrou boa adaptabilidade e vem florindo com mais vigor, sucessivas florações perfumadas!
 
 
 
 
 

3 comentários:

  1. Oi, Jalon! Que interessante, sempre que venho aqui aprendo algo novo. Sempre tive a curiosidade de sentir o perfume desta orquídea. Parabéns pela postagem e obrigado por compartilhar estas informações!

    Um grande abraço,

    Sergio

    ResponderExcluir
  2. Abraço Sérgio. Obrigado.
    As fotos ficaram ruins, mas eu estava apenas começando (rsrsrsrsrs)! A variedade fragrans é mt simples de cuidar e dá bom retorno nas flores! Abraço.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos e Seguidores