domingo, 11 de agosto de 2013

129 - Orquídea: Capanemia micromera

"Capanemia é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae). Foi proposto por João Barbosa Rodrigues em Genera et Species Orchidearum Novarum 1: 137, em 1877”.
“A Capanemia micromera Barb. Rodr. é a espécie tipo deste gênero. O nome deste gênero é uma homenagem ao Barão de Capanema. Como é um gênero morfologicamente muito próximo de Quekettia, espécies de um já estiveram atribuídas ao outro”. 

Distribuição: "capanemia agrupa cerca de uma dezena de miniaturas epífitas, de crescimento cespitoso, distribuídas pelo sudeste brasileiro, Paraguai, Bolívia e Uruguai, normalmente crescendo em finos ramos musgosos das árvores”.
 
Descrição: "são plantas minúsculas cujo rizoma é curto com pseudobulbos globulares ou ovóides, na base guarnecidos por baínhas não foliares, portando uma única folha plana e coriácea, ou roliça rígida e carnosa, então sulcada na face de cima. A inflorescência é racemosa, sempre mais curta que as folhas, com flores simultâneas muito pequenas verdes, amareladas ou alvacentas, e brota das baínhas que parcialmente recobrem os pseudobulbos”.
“As sépalas e pétalas são livres e variáveis conforme a espécie. O labelo, em regra simples, geralmente mais largo que longo ou então quase romboidal, é totalmente livre da coluna, embora justaposto à sua face ventral em algumas espécies, por vezes carnoso ou com calosidades variáveis no disco, ou prolongado em pequeno calcar na base. As flores contém duas polínias[1]”.

Observação endógena: adquiri esta orquídea através do Orquidário Fásica, por meio de uma permuta. Desde janeiro mostrou-se resistente ao término do verão e com o consolidar-se do inverno, no Nordeste, iniciou esta primeira florada (por aqui a partir da primeira quinzena de julho), que já contou com aproximadamente 40 – 50 pequenas flores. Acreditamos ter havido uma boa adaptação, as flores dão este sinal tão almejando por quem cultiva orquídeas!
 
 
 
Nestas fotos, pode-se ver desde a primeira, ainda no verão, com tons amarelados das pequenas folhas até o início da floração em pleno inverno, aqui no Nordeste do Brasil; as fotos estão "organizadas aleatoriamente", por isso, em algumas só botões, uma flor apenas e várias flores e botões.

[1] Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Capanemia>. Acesso em jan. de 2013.

8 comentários:

  1. Jalo
    Está linda sua Capanemia, bela touceira, bela floração.
    Parabéns pelo ótimo cultivo.
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Oi Bete! Muito obrigado pelos parabéns! Agradeço demais sua visita! Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá Jalo,
    Maravilhosa micro, planta e flores. Gosto muito deste tipo de orquídeas e apreciei ficar a conhecer esta, para mim desconhecida.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  4. Olha que interessante Américo; fiquei bem feliz por saber que postei uma orquídea que vc ainda não conhecia (não achei que isso fosse possível); contente também por causa da sua visita e prestígio! Abraço.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Jalon! Que linda orquídea, sou apaixonado pelo gênero Capanemia. Infelizmente, elas não gostam muito aqui de casa (ou de mim). De qualquer forma, parabéns pela linda touceira e pela delicada floração. Adorei!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Agradeço de coração seus parabéns; pena que este gênero te dê tanto trabalho para prosperar aí no Apê, senão, vc teria lindas floradas, eu sei! Abraço.

    ResponderExcluir
  7. Que bela Jalo. Uma deliciosa em miniatura com aquelas flores minúsculas. Fotografias preciosas. Parabens

    ResponderExcluir
  8. Agradeço sua visita Angel! Que bom que tenha gostado desta minha micro tão simpática! Abraço.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Amigos e Seguidores