sexta-feira, 18 de agosto de 2017

ORQUÍDEA gosta é de UMIDADE...

Umidade não significa a quantidade de água, com a qual regamos nossa orquídea, mas sim a quantidade de partículas de água presentes no ar. É bastante simples perceber isto quando cultivamos orquídeas em regiões secas, como o Nordeste do Brasil.

No verão e se o verão for intenso, por mais que se rege, as orquídeas não se desenvolvem e quando produzem flores, estas são muito limitadas, exceto naqueles gêneros que florescem exatamente no verão, como Encyclias, Schomburgkias, Dendrobiums, entre outros! A maioria dos gêneros muitas vezes apenas se mantém, quando não, secam quase instantaneamente!

Por isso que, em momentos tão quentes e secos recomenda-se manter uma vasilha com água em determinados locais, inclusive em orquidários, a fim de diminuir a secura do ambiente, a qual é também prejudicial a saúde do ser humano.

Quando chove e quando esta é uma chuva constante, modifica o tempo e o clima, rapidamente nas orquídeas os pseudobulbos se recompõem, as raízes brotam e passeiam por todas as superfícies alcançáveis! Nascem e crescem novos pseudobulbos e as flores se projetam: a vida plena torna-se uma lei!

Abaixo temos 3 fotografias em 3 momentos distintos: 2013, 2014 e 2017, respectivamente.
Apesar de estarem sendo regados controladamente; mas num verão intenso.
Aqui em janeiro de 2014, quando emitia novos bulbos, em plena estação invernosa.
E por fim, bulbos bastante robustos e com poucas folhas, em agosto de 2017, fins do inverno.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...